Técnica Ponto Zero para quem faz Musculação || Fernando Sardinha

“A alta intensidade que a técnica propõe é para aqueles que se dedicam integralmente a proposta de ganhar músculo denso e forte”

Por Dicas de Treino

-6 de novembro de 2019

Antes de iniciarmos o assunto sobre o método ponto zero é preciso relatar um pouco sobre o seu criador: Fernando Sardinha.

Atleta Fernando Sardinha, ganhador de mais de 120 troféus, 119 medalhas e premiações de fisiculturismo nacional e mundial esta no topo do ranking do fisiculturismo no Brasil, e um dos com maior número de troféus no mundo.

Em seu currículo consta: Preparador Físico, Personal Trainer, Árbitro NABBA (National Amateur Body-Builders’ Association do Brasil), Membro docente NABBA, Árbitro IFBB (Federação Internacional de Fisiculturismo & Fitness) e palestrante motivacional.

Assim, depois de anos de estudo, o grande mestre criou a técnica ponto zero, que nos dias de hoje é feita por muitos devido ao grau de beneficiamento na musculação, pois a mesma tem capacidade de melhorar a dinâmica de grupos musculares.

Ainda, para ajudar a transformação o físico das pessoas montou um programa chamado de: Sardinha Evolution.

Então, como muitos ouvem falar da técnica e colocam-na em prática até mesmo sem saber todas as informações necessárias, apenas por “copiar” sardinha, vamos relatar neste texto como o método realmente funciona e como inserir no treino.

Como funciona a técnica ponto zero?

A técnica ponto zero não é difícil de ser entendida, pois cada exercício consiste em duas fases: concêntrica e excêntrica.

Quando combinado ambas as contrações musculares os resultados produzidos no treinamento de força são maiores, porque aumenta a resistência e consequentemente a massa muscular.

Confira o conceito das fases concêntrica e excêntrica:

1º – Fase Concêntrica

Este tipo de ativação muscular causa tensão no músculo ao encurtar, isto é, conforme o músculo encurta gera força suficiente para mover um objeto.

Exemplo: No treino de bíceps é um movimento concêntrico de se reconhecer, pois quando erguido o haltere em direção ao ombro, o músculo incha quando encurta.

Por isso, considera-se o movimento como uma das principais maneiras de fortalecer o músculo e estimular a hipertrofia.

2º – Fase Excêntrica

Já este tipo de ativação muscular é o alongamento dos movimentos dos músculos, ou seja, durante a execução as fibras musculares são alongadas sobtensão de uma força maior do que o músculo gera.

Ao contrário da fase concêntrica, a fase excêntrica não puxa as articulações na direção de uma contração muscular e sim, desacelera uma articulação no final do movimento.

Exemplo: No treino de bíceps, a força para trazer um haltere de volta ao quadríceps do ombro é um movimento excêntrico. Desta forma, é nítido notar o alongamento do músculo quando o mesmo é ativado.

Segue abaixo a imagem ilustrativa sobre as fases da técnica ponto zero:

 Qual a importância do movimento isométrico no ponto zero?

Os movimentos são contrações musculares que não causam movimento nas articulações, mas como assim? No movimento isométrico os músculos são ativados, sem precisar alongar ou encurtas. Deste modo, gera força e tensão sem qualquer movimento as articulações.

Mitchell et a. (2012) descobriu que quando treinamos até a falha, independente da carga, se as fibras foram danificadas, haverá crescimento muscular. Então, conforme ele, treinos de isometria são brutais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se em nossa newsletter

Contato

Unidade Country Clube

Av. Conselheiro Julius Arp nº 140 – Centro
Nova Friburgo | RJ

22 98107 7622

Unidade Conselheiro

Rua Albertino Quadro Gama nº 104 – Conselheiro Paulino
Nova Friburgo | RJ

22 98114 9087

Academia Body Club | Nova Friburgo | RJ